quarta-feira, 16 de junho de 2010

Rubem Alves, Ziraldo, Ana Paula Maia e Herbie Hancock(???)


Ouvindo “empty pockets” de Herbie Hancock lá vou eu em mais um texto no ritmo do Jazz e de bolsos vazios. Feira do livro Ribeirão Preto 2010. Primeiro foi o Rubem Alves em concorrida palestra no Teatro Pedro II. E não é que o velhinho é engraçado? Cheio das metáforas espirituosas. Comparou inteligência com pênis e frescobol com tênis. Gostei. Os velhinhos estão cada vez mais despudorados. Aquela coisa permissiva que só a idade oferece. Depois foi o Ziraldo. Mais um velhinho engraçado. E em determinado momento um menininho muito do "maluquinho" chamado João Artur lhe perguntou. “De onde vem sua idéia?”. Ótimo. Gostei também. A resposta melhor ainda. “-da bunda!” E contou a estória do turco que veio para o Brasil e foi maldosamente informado que cabeça em português era bunda. E a Nana Caymmi passando o som! Uma velhinha hiper talentosa e nada engraçada!!! Sei lá. Ouvindo suas belas canções sempre recebo a triste visita da melancolia. Ao contrário do seu papai é claro que tinha a alegria estampada no semblante baiano. E hoje teve uma palestra de uma escritora nova. Ana Paula Maia. Escritora bonitona, com uma camiseta dos Ramones, toda dark, séria, não bebe, acorda cedo para escrever, pesquisa os temas a serem trabalhados e tem uma postura inconscientemente punk/Marxista. Escreve sobre o homem comum, o trabalhador das minas de carvão, do lixo do "serviço sujo". Aparentemente gostei também. Seu blog e bem legal (Killing Travis) e tem uns contos gratuitos. E comprei o livro “Entre rinhas de cachorros e porcos abatidos”. Belo título. Com dedicatória e tudo. Futuramente comento. E teve o tradicional chope no Pinguim. Dr. Sócrates e o Caxassa também estavam lá.(como sempre!). E termino este texto ainda na companhia do Hancock – “I have a dream”. Um não. Vários! Bolsos vazios e sonhos a serem realizados. Aqui vou eu! E para melhorar o visual do Blog aí vai uma foto da simpática Ana Paula Maia.

Um comentário:

... disse...

Rubem Fonseca pra mim é DEUS!

Idolo máximo.

mas ser comparado por vc a Gutierrez foi d+ de bom.

Abço e SORTE pra ti